Na grande maioria das regiões do Brasil, nosso população sofre pela falta de saneamento básico, é uma questão tão básica para nossa sociedade  que infelizmente envolve soluções de engenharia complexas e caras.

No post de hoje iremos abordar algumas soluções para destinação final e orientações, por exemplo, é muito comum ainda vermos profissionais que projetam o sistema de esgoto separando águas-cinzas  (efluente provido de lavatórios, chuveiros, maquinas de lavar…) e águas-marrons (vaso sanitário, mictório) até ai tudo bem, porém, essa separação é feita pois os projetistas e executares a fazem para guiar as águas-cinzas direto no sistema de drenagem publico e as águas-marrons para uma fossa [ATENÇÃO] essa prática é crime ambiental e passível de multas. Essa ligação além de sobrecarregar as tubulações de drenagem (que não foram dimensionadas para receber esgoto) esse esgoto acaba indo direto para rios e lagos sem passar por um mínimo tratamento.

 

Um sistema de esgoto é composto por 3 grandes etapas

1 – captação do esgoto (função para os aparelhos sanitários)

2 – transporte do efluente (tubulações, caixas e acessórios)

3 – Destinação final ( sistema fossa + sumidouro, estação de tratamento de esgoto particular e Coleta publica.)

Existe uma Lei federal (nº 11.445 / 07), essa lei estabelece diretrizes nacionais para o saneamento básico e determina que todo o esgoto deve ser interligada nas rede públicas (caso sua cidade tenha coleta), caso essa coleta não exista deve-se então realizar soluções alternativas, como saber qual a situação que meu projeto se encaixa?

A sacada é:

Se sua cidade não tem uma concessionária, basicamente o seu destino final será uma fossa + filtro anaeróbio + sumidouro.

Se na sua cidade existe uma concessionária de água e esgoto você tem que enviar uma carta para ela solicitando uma viabilidade (vá na concessionária, lá eles tem um modelo dos requisitos que terão que ter na sua carta).

Eles te responderam valando se a sua instalação de esgoto terá que ser direcionada para:

 

1. Um sistema público

Será direcionado para um sistema público caso passe na sua rua ou próxima à ela um sistema de coleta público.

 

2. Para um sistema fossa + filtro + sumidouro caso sua edificação seja de baixo impacto

São consideradas na maioria das vezes edificação de baixo impacto: residências unifamiliares e pequenos comércios de até 40 contribuintes por dia.

3. Solicitarão que seja feito uma estação de tratamento esgoto dentro dos limites da edificação.

Geralmente esse conjunto é pedido para edificações multifamiliares, grandes comércios e industrias. O efluente tratado que sai da estação de tratamento de esgoto pode ser direcionado para a rede de drenagem pública ou para falas de infiltração, mas lembrando, caso seja direcionado para a rede de drenagem pública você tem que solicitar autorização da prefeitura.

 

Todas essas variáveis devem ser analisadas antes da execução, não deixe que a obra se inicie para você ter que atualizar projetos, corrigir projetos ou pior, corrigir a obra… Imagine a dor de cabeça…

Qualquer dúvida ou questionamento deixe-nos um comentário que ele será respondido.